expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Odeio...talvez nem tanto assim


Odeio como fala comigo
E como corta o cabelo
Odeio como dirige o meu carro
E odeio seu desmazelo
Odeio suas enormes botas de combate
E como consegue ler minha mente
Eu odeio tanto isso em você,
Que até me sinto doente
Odeio como está sempre certo
E odeio quando você mente
Odeio quando me faz rir muito,
E mais quando me faz chorar
Odeio quando não está por perto,
E o fato de não me ligar
Mas eu odeio principalmente não conseguir te odiar
Nem um pouco,
Nem por um segundo,
Nem mesmo só por te odiar

(Filme*10 coisas que eu odeio em você)



Eu ~>

É extremamente estranho, mas sou capaz de te odiar ao mesmo tempo em que te amo.
Eu sou capaz de amar o teu toque
Ao mesmo tempo em que odeio o que ele me faz sentir
Sou capaz de amar a tua voz
Ao mesmo tempo em que a odeio quando ela envolve minha saudade
Sou capaz de amar você mais do que a mim mesma
Mas, sou incapaz de deixar de te odiar por ter se instalado em meu peito e ter se feito tão indispensável.
Eu não sou capaz, porém, de dizer ao certo o que sinto.
Se digo que te amo, não sei ao certo
E se digo que te odeio plenamente, sei que minto.


**Me.

4 comentários:

  1. Oi Jessica, :)

    Ah, muito obrigada mesmo! ^^
    É, eu também gosto muito desse filme, principalmente na parte em que a principal (que esqueci o nome agora) fala esse texto.*-*

    ~> Beijusss...

    ResponderExcluir
  2. O amor confunde, mas é incrivél!

    ResponderExcluir
  3. Oi Bel...

    Verdade né? Ôh, sentimento confuso...Mas, vale á pena. ;)

    ~> Beijusss...

    ResponderExcluir

Adoro comentários, então dê sua opinião e eu respondo aqui mesmo,certo?
E ah, claro, deixe o link do seu blog que eu vou retribuir a visita com todo o carinho ♥