expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

[Resenha] Mariana no Mundo dos Saltisonhos


Oi gente, tudo bem? :) 

Essa está sendo a semana das resenhas dos livros dos meus autores parceiros, hein?! Já resenhei por aqui Momento Errado, Lágrimas Agrestes... e agora um livro que eu estava realmente ansiosa pra ler; Mariana no Mundo dos Saltisonhos! Espero que ainda venham muitas parcerias surpreendentes como essas! *-*

Venham conferir o que achei da obra ;) 


Sinopse

Mariana no Mundo dos Saltisonhos





Nosso livro fala do autismo de uma forma um pouco diferente.
Escrevemos algumas informações científicas e alguns relatos da nossa convivência, mas, principalmente, expomos as nossas reações e sentimentos.
Não há nenhum ato heroico e nem invocações divinas no texto, apenas fatos, com uma abordagem bem-humorada - sempre que possível - das aventuras de viver com uma pessoa tão especial quanto a Mariana.









Livro Cedido em Parceria com os Autores




Particularmente eu sou alguém que ama pesquisar profundamente sobre vários assuntos, principalmente sobre transtornos que afetam a mente e também aqueles que são cerebrais de fato. Provavelmente isso se deve a uma questão pessoal e acho que nunca vai mudar. Então, quando os autores desse livro entraram em contato para oferecer parceria, me interessei automaticamente principalmente porque eu não entendo quase nada sobre o autismo e, quem melhor do que pais que convivem diariamente com esse problema para me ensinar?

O livro alterna entre trechos do diário dos pais de Mariana sobre suas experiência, vitórias e retrocessos assim como pequenos dados científicos e citações de outros autores que decidiram abordar o tema do autismo. Usando de humor - sempre que possível - e até me arrancando alguns sorrisos, somos apresentados a todos os desafios e, ao mesmo tempo, todas as pequenas vitórias que compõem a vida com uma pessoa portadora de autismo.

Resultado de imagem para garotinha loira brincando gif

Mariana é uma garotinha loirinha linda, mas que vive de uma forma bem diferente das demais crianças; algumas coisas que nos parecem muito simples são verdadeiros desafios pra ela ou até estão fora de cogitação serem feitas. Convivemos com ela e suas "manias" nessas poucas páginas e aprendemos de uma forma que realmente muda nossa perspectiva a respeito do Autismo. Uma das maiores características do autismo da Mariana é o controle excessivo que ela quer manter nas coisas para que não seja surpreendida de forma alguma; através de um limitado cardápio alimentar que ela aceita comer, os lugares onde aceitar ir e as coisas que aceita fazer e que, erroneamente, de fora as pessoas podem achar que é um mal comportamento sem saber que por trás há um problema que Mariana não pode controlar e sim conviver com ele da melhor forma possível. O livro nos mostra também a importância da aceitação dos pais e o modo como, inevitavelmente, a vida deles mudou ao redor das limitações de Mariana. E, embora sejam como qualquer outro ser humano portanto propensos a sentimentos de frustração em relação a essa situação, eles ainda conseguem dar o melhor de si para alguém que amam tanto e pela qual fariam tudo. A leitura de Mariana no Mundo dos Saltitonhos me proporcionou grande aprendizado que com certeza eu vou passar pra frente afinal, acredito que o preconceito pode ser sim combatido com a informação.

O que mais aprendi com esse livro é que o amor - e o bom humor - são essenciais para passar por qualquer situação que nos desafie de alguma forma. Acredito que o amor dos pais de Mariana por ela - além de todo o apoio médico que recebem - também a motiva a enfrentar corajosamente coisas que a assustam tanto, assim como o amor e a paciência de toda o restante da família, porque se eu que não os conheço consegui sentir todo esse afeto verdadeiro que a rodeia só através da leitura, nem consigo imaginar todo o amor que ela de fato recebe.

Enfim a leitura de Mariana no Mundo dos Saltitonhos foi muito mais do que um passatempo para mim. Foi de fato um aprendizado e realmente gostaria que você leitor também obtivesse esse conhecimento a respeito desse assunto; acredite em mim, vale muito a pena!

Beijos,
Fiquem com Deus ;*

Image Map

[Resenha] Lágrimas Agrestes - Letícia Sardenberg


Oi gente, como vai tudo por aí? (:

Na semana passada, comemorei a entrada de mais 5 autores parceiros para o "time" do Letras Eternas e dentre eles vocês devem se lembrar da fofa da Letícia Sardenberg! Mais uma pessoa incrível que tive o prazer de conhecer graças ao blog e que já me conquistou só pela pessoa que ela é... mas quando eu li seu livro a admirei de uma nova forma!

Vem saber o que achei de seu livro, Lágrimas Agrestes!

Sinopse


Lágrimas AgrestesCom linguagem sedutora, expressões inventivas como “pisando elefantemente”, “meus pés só acordariam para dentro”, “os restos de mim cabiam com folga no buraco do assoalho”, diálogos perfeitos e ritmo tenso, Leticia Sardenberg envolve o leitor desde as primeiras linhas. E o leitor se sente coautor da narrativa, agarrado aos medos, às frustrações e aos sonhos da jovem Damiana, sem querer parar, atordoado de suspense, angústia e compaixão. Negra e mais velha do que a irmã Ritinha, as duas abandonadas num orfanato no sertão da Bahia, Damiana se viu separada da pequena lourinha escolhida por um casal do sul do Brasil, e a partir daí convive com uma saudade extrema e dilacerante. No entanto, Damiana gosta de ler, é sonhadora e determinada. Rapidamente conquista duas grandes amigas no orfanato: Francisca e Luciana. Essa amizade solar faz reviravoltas, cria situações de alegria e coragem. Emoções fortíssimas acontecem no decorrer de toda a história, em meio à violência, à fome, ao descaso, à crueldade, ao preconceito e à miséria, mas, especialmente nos últimos capítulos, momentos de grande tensão poética e humana deixarão o leitor surpreso e encantado, contente, acabrunhado, pensativo, atônito, com certeza mais rico em sentimentos e visão crítica da vida, diante dessa menina transmudada em professora, que lá no início, “agrestemente”, disse: “Eu mesma haveria de dar destino à minha vida.”

Stella Maris Rezende, vencedora de 4 Prêmios Jabuti, 3 João-de-Barro, APCA, Barco a Vapor, Bienal Nestlé e dezenas de Altamente Recomendáveis pela FNLIJ

E-book Cedido Em Parceria com a Autora



Quando li a sinopse desse livro, confesso que fiquei na dúvida sobre o que esperar. Prometendo um livro narrado com os trejeitos linguísticos regionais do nordeste, tive medo de me sentir perdida durante a leitura pelo linguajar usado ou acabar não me envolvendo por causa disso mas qual foi a minha surpresa ao precisar virar apenas algumas páginas pra me ver completamente presa a história de Damiana e a todos os sofrimentos e dores que marcaram o seu caminho. Vividamente com o passar de cada página fui sendo telespectadora ao mesmo tempo em que compartilhei todos os espinhos que perfuraram a carne de Damiana e que, a muito custo, conseguiram não ferir sua alma.

"As semanas se ajuntaram, fiaram meses, e os meses se entrelaçaram na enorme teia do tempo, sem que eu notasse. Aos doze anos, eu já somava cicatrizes que muitos adultos não tinham, nem jamais teriam."

[Resenha] Contra Todas as Probabilidades - Renata R Corrêa


Oi gente, tudo bem? :)

Hoje trouxe pra vocês a resenha de um livro sobre o qual eu estava bem curiosa: Contra Todas as Probabilidades da Renata R. Corrêa!

Vem descobrir o que achei! ;)

Sinopse


Capa: Contra todas as probabilidades, de Renata R. CorrêaA vida profissional de Ana, uma jovem e solitária decoradora de interiores, órfã de pai e mãe, estava ótima, já sua vida pessoal andava de mal a pior. Até que um certo dia, após ouvir uma bela canção de amor no rádio, começou a se sentir diferente, quando teve um pressentimento de que sua vida estava prestes a mudar, como se aquela melodia, cantada por uma incrível voz rouca, tivesse tocado seu coração. Ela se apaixona então, platonicamente, pelo músico Marcus, o vocalista da banda que tocava na rádio, e acaba o conhecendo de uma forma inusitada. Depois desse encontro, sua vida nunca mais será a mesma.
Contra todas as probabilidades faz referência à improbabilidade da história de amor entre Ana e Marcus, por viverem em realidades diferentes, cidades diferentes, estarem envolvidos em relações diferentes e, mesmo assim, unirem seus corações. É uma história bonita de amor, de dor, de sofrimento, mas principalmente de aprendizado e de recomeços. O livro inspira esperança porque permite ao leitor acreditar que tudo pode melhorar desde que não se desista, mesmo contra todas as probabilidades.



Quando Ana ouve pela primeira vez a voz do vocalista dos 330 Hertz, uma banda em ascensão, ela sente uma conexão inexplicável com ele. E, depois de vê-lo cantar ela fica ainda mais encantada por esse homem de voz rouca que começa a tomar conta de todos os seus sonhos mais secretos embora ela saiba que ele é um sonho distante.
Afinal, ele é o vocalista de uma das bandas de maior sucesso atualmente, cheio de mulheres loucas para tê-lo... quais são as chances de algo entre eles acontecer?!
Mas quando tudo indica que é pra ser, será que ela vai apostar nesse romance contra todas as probabilidades?

Não sei se vocês se lembram, mas há algum tempo em um post de descobertas literárias eu falei o quanto estava curiosa a respeito desse livro! Prometendo um daqueles casais que enfrentam qualquer dificuldade em nome do amor, eu fui pra essa história com expectativas relativamente "médias" e encontrei uma leitura que consegue prender e cativar!

Alternando entre os pontos de vista de Ana e de Marcus (me apaixonei por esse nome! *-*), nós somos levados a conhecer uma história de amor que tinha pouquíssimas chances de acontecer; ele um vocalista de uma banda que estava no meio de um sucesso meteórico fazendo turnês por todo o país e ela uma decoradora de interiores, alguém que se apaixonou e desejou esse homem cuja voz fez com que ela se encantasse por ele quase que imediatamente, não conseguindo mais tirá-lo da cabeça.
Sabendo o quanto essa história seria improvável, Ana segue sua vida e encontra um namorado com o qual poderá sonhar com os pés no chão e que está, enfim, ao seu alcance... mas, quando algo que ela não esperava acontece, seu caminho se cruza com aquele homem cuja voz é capaz de mexer com todas as suas estruturas. Ele lhe estende a mão quando precisa o que faz com que se inicie uma história onde eles terão que lutar contra a distância e outras pessoas se opondo a esse amor para assim vivê-lo.

Com uma escrita rápida, esse é o livro de estréia da autora Renata que é um amor de pessoa! Nessa leitura, embora tenha lido de forma voraz, confesso que senti falta de um certo aprofundamento tanto na história quanto nos personagens. Ao invés de me sentir apenas uma telespectadora do que estava acontecendo queria de certa forma, realmente fazer parte daquilo através da empatia, que me possibilitaria criar uma conexão com os personagens se mais deles fosse mostrado. No entanto isso não afetou o fato de que eu realmente me envolvi na história em si; tanto que eu até atravessei a madrugada lendo-a (e escrevendo sua resenha nesse momento! haha'). É uma leitura rápida e extremamente leve do tipo que você lê em um dia e que consegue ser prazerosa. A escrita da Renata é de fato viciante, e quando você se dá conta atravessou dezenas de páginas e nem se deu conta o que definitivamente é um ponto positivo a obra!

Enfim, se você quer um romance leve, daqueles de fácil leitura e cuja escrita te cative verdadeiramente, esse é o seu livro 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

E pra ter mais um motivo para ler autora acaba de disponibiliza-lo gratuitamente la na Amazon! Mas aproveita que e só ate o dia 8! ;)

Beijos,
Fiquem com Deus! ;*

Image Map

[Resenha] Momento Errado - Giulliana Fischer Fatigatti

Oi gente, tudo bem?

Há um tempinho eu postei por aqui a apresentação dos meus mais novos parceiros e, com certeza vocês se lembrarão da Giulliana Fischer Fatigatti, autora de "Momento Errado" e também do modo como estava curiosa por esse romance!  


Então, vem ver o que achei dessa leitura ;)

Sinopse


momento-errado


As vidas de Manuela e Leonel colidem nas escadas da faculdade, dando início a uma grande e diferente amizade. Ele faz pós graduação em Marketing e tem planos de se mudar para o exterior em pouco tempo. Ela está no sexto semestre de publicidade e propaganda e estagia em uma das maiores agências da cidade.


Ele é cheio de metas. Ela, vive entre dois mundos, a vida real e o mundo fantástico. Ele já fez 30 anos e ainda busca sentido para a sua vida. Ela, apenas vive, sem se preocupar com o sentido. Ele é prático e lógico. Ela é dramaticamente romântica e sonhadora. Ele segura as palavras e controla sentimentos. Ela é intensa, não suporta fingir não sentir. 

Ele quer conhecer o mundo. Ela fez dele, o mundo dela.



Ele possui um segredo. Ela não faz nem ideia.

Ele diz que ela é a pessoa certa, só que na hora errada. E é nesse momento que ela passa a questionar se realmente existe a hora certa.


Quando Manuela esbarra em Leonel pela primeira vez, o encontro gera um choque imediato; seus olhos se conectam e ela no fundo sabe que a história deles não acabará por ali. Mas quando ela fica sabendo de sua fama de ser "um homem de gelo" que jamais se envolve, um alerta de "Perigo" surge em sua mente, afinal ela acaba de sair de um relacionamento do qual ela saiu muito machucada. Mas, quanto mais ela se aproxima desse homem tão perigoso para o seu coração e eles passam a construir uma amizade, ela tem mais e mais vontade de simplesmente se render ao que eles sentem no momento ao invés de se preocupar com o que virá depois. Mas, será que ela conseguirá manter seus sentimentos sobre controle, mantendo a amizade com benefícios, quando tudo o que ela quer é amá-lo livremente sem temer que esse seja o momento errado para amar?

Narrado em primeira pessoa por Manuela, Momento Errado é um romance de leitura simples e que consegue conduzir o leitor de maneira satisfatória através desse romance um tanto complicado. A escrita da Giulliana é super gostosa, e nos faz de fato abraçar esse casal com todas as suas complicações e incertezas de tal forma que por vezes me vi revoltada com as atitudes deles, e em outros também torcendo para que eles parassem de temer se entregar o que me fez perceber que realmente me envolvi com a história! E olha que realmente existiram momentos em que eu tive vontade de invadir a história e pedir para que o Leonel parasse de fugir, de fingir que estava gostando de ser livre quando estava tão envolvido quanto a Manu mesmo tentando se manter frio e durão. Mas, em certo ponto quando a história toma um rumo diferente (se afastando do clichê) muitas coisas foram esclarecidas, nos levando a muitas reflexões que conseguem verdadeiramente impactar o leitor. Existe mesmo um momento certo para viver determinadas coisas, como o amor, ou isso é simplesmente uma desculpa covarde que damos a nós mesmos?


Já na dedicatória na primeira página, fui tocada pela autora com suas palavras iniciais. É impossível, através dessa leitura não refletir a respeito de como o medo nos limita, e de como talvez passemos a vida inteira esperando o tal momento certo que nos prometeram sem saber que talvez ela já tenha passado por nós milhares de vezes. Talvez a cada vez que demos um passo para trás, perdemos um impulso que nos faria dar um salto incrível... perdemos oportunidades por termos sidos amarrados pelo medo achando que ele nos manteria seguros.
Não existe momento certo, afinal não é? Talvez dependa de nós criá-lo, assim como as oportunidades pelas quais tanto esperamos. Uma mudança de vida, um novo amor... nenhuma dessas coisas acontecem se esperarmos que aconteçam de forma espontânea... ás vezes temos que forjar nosso futuro, nossos "momentos certos" com nossas próprias mãos.

Enfim, Momento Errado nos faz refletir e nos emociona... nos faz analisar nossas vidas e até, com sorte, decidir mudar aquilo que não nos agrada sem temor. É preciso aprender que o momento certo acontece a cada segundo, a cada escolha que fazemos... nós só precisamos abraçá-lo e vivê-lo não importa quanto tempo ele dure 


Related image

Fiquem com Deus,
Beijos! ;*

Image Map

[Resenha] Minha - Cinthia Freire

Oi pessoas, tudo bem? (:

Hoje trouxe pra vocês a minha resenha sobre um conto pertencente a uma série que me marcou demais esse ano; a Série Segredos cujo primeiro livro foi Meu Erro (que já foi resenhado por aqui!)

Vem descobrir o que achei dessa leitura *-*

Sinopse


Minha

Segredos são como fantasmas, nos assombrando e nos fazendo crer que são reais. 
Todos têm os seus fantasmas . 
Laura tem os seus e há um ano que eles não a deixam dormir. A solução é passar seu tempo lendo poesias, admirando suas rosas florescerem e as estrelas no céu. Nada pode ser mais seguro do que isso. Até que um jovem misterioso surge em sua vida, virando-a de ponta cabeça. 
Em uma noite particularmente quente para o inverno, o destino uniu dois corações que não estavam prontos para o amor. Um não tinha mais tempo para isso, o outro era jovem demais para se apaixonar. 

Uma história sobre o valor do tempo, o resultado de nossas escolhas e como o amor pode transformar vidas. Mesmo aquelas que já não acreditam mais em milagres.


Escrito de forma delicada e envolvente, em Minha conhecemos a história de Christopher e Laura, um inglês e uma brasileira cujos destinos se esbarram por causa da poesia. Em uma noite, enquanto está de visita na casa de sua família no Brasil, Christopher ouve uma linda voz declamando poemas no meio da noite e, inacreditavelmente ou não, ele se encanta pela voz sem nem mesmo conhecer o rosto ao qual ela pertence.

Mas, quando o conhece, ele se apaixona.

Laura é uma garota incrivelmente doce que tem em seus ombros um peso que não deveria precisar suportar; uma sombra que a sufoca e que todas as noites a tira da cama com medo de dormir. Uma armadilha em seu futuro, um pensamento inevitável que a sufoca e faz com que ela passe seus dias temendo o pior. E é na poesia que ela encontra a paz pra passar por tudo isso, a poesia tem sido sua única companhia... até que ela conhece Christopher, esse rapaz da terra da rainha que carrega demais os "R's" para pronunciar seu nome dando ainda mais charme as suas palavras, e que também não fazia idéia de que se apaixonaria justamente por alguém que já não tinha mais tempo para o amor. Como o tempo é medido; pela quantidade das batidas do nosso coração ou por quantas vezes nós o permitimos verdadeiramente acelerar?

Related image