expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

[Resenha] Meu Refúgio - Cinthia Freire

Boa tarde gente,tudo bacana? (:

Sabe aquele livro que você termina a leitura completamente louca pra contar pra todos o que achou?! Bom eu trouxe um livro pelo qual me senti exatamente assim!

Vem conferir a resenha de Meu Refúgio, da Cinthia Freire!


Meu RefúgioSegredos são como fantasmas, nos assombrando e nos fazendo crer que são reais. Todos temos segredos.Alan sempre se esforçou para ser um bom filho, o aluno excelente, o funcionário dedicado e o melhor amigo que alguém pode querer. A fachada perfeita para esconder seus segredos, fazendo parecer que tudo estava bem, mesmo que por baixo disso, se esconda um garoto machucado, perdido e silencioso que há tempos deixou de acreditar em promessas.Monique sempre teve duas certezas em sua vida: seria uma renomada bailarina e seu coração pertenceria a um único garoto, Alan. Apaixonada e sonhadora, Monique acreditou que nada poderia separa-la de Alan, mas o destino colocou a jovem bailarina diante de escolhas que a afastaram de tudo o que ela acreditou ser certo, de forma cruel e abrupta. Um rapaz julgado por ser diferente, uma garota condenada a pagar por se apaixonar pela pessoa errada. Um segredo capaz de mudar o futuro e de mostrar ao mundo que nada pode destruir um verdadeiro amor.Uma história sobre como o amor verdadeiro pode ser forte, corajoso e capaz de suportar os caminhos mais obscuros em busca do seu refúgio.
Skoob || Compre com a Autora


E-book Cedido em Parceria com a Autora


A Cinthia já se transformou em uma"figurinha carimbada" em todas as minhas metas de leitura e eu acredito que enquanto ela escrever, eu vou "lê-la" não importa quantos anos se passem, não importa oque ela escreva. Porque eu sei que a escrita dela sempre me alcança de alguma forma que eu nem sei descrever.

A leitura de Meu Refúgio foi novamente uma aventura para o meu coração e minhas emoções; com uma história de amor cheia de altos e baixos, alegrias inebriantes e momentos de tristeza que realmente me partiam o coração a Cinthia me guiou pela mão como uma telespectadora que nada podia fazer além de amar e se encantar pelos seus personagens e torcer de todo o coração para que a vida - e o amor - fossem justos com eles.

[Parceria] Carol Dias

Oi pessoas, tudo bem?

Como é bom já começar o ano com ótimas notícias não é?! E hoje trouxe pra vocês uma novidade que encheu meu coração de alegria: o Letras Eternas acaba de firmar mais uma parceria!

A parceria da vez é com a linda da Carol, alguém que eu conheci ano passado ao ter descoberto - e amado! - seu livro Clichê que já tem uma resenha cheia de amor por aqui! A sensação de se tornar parceira de uma autora que você já tinha aprendido a admirar é realmente única; ela de fato conseguiu derreter meu coração ano passado ao me apresentar um mocinho completamente apaixonante e uma história doce e encantadora que carrego comigo até hoje por isso é fácil descobrir porque estou tão animada e ansiosa pra participar mais de perto do seu trabalho e apoiá-la de todas as formas que puder!

Quero apresentá-la para vocês!



Formada em Propaganda e Marketing, Carol Dias já perdeu as contas de quantos personagens literários passaram pela sua mente desde 2010, quando começou a publicar suas histórias online.
Encontrou na revista literária digital “Publiquei”, uma forma de unir sua profissão de comunicadora com o amor pelos livros.
Fã de séries e ídolos Pop, publicou seu primeiro livro intitulado "Clichê", pela Ler Editorial em 2016.
Seu maior sonho é comprar uma casinha no interior e viver com seus personagens 24 horas por dia, sete dias por semana. Enquanto isso não acontece, vive no Rio de Janeiro com seus pais.


[Resenha] Mestiços - Alma Cervantes

Oi gente, como anda tudo por aí?

Descobri o escritor Alma Cervantes através de dezenas de resenhas que li a respeito do seu primeiro livro "Se Arrependimento Matasse"; um mistério viciante e muito bem escrito que me encantou ano passado e que eu já resenhei por aqui. Depois de praticamente devorá-lo, foi natural ficar completamente ávida pra ler mais livros do autor - ainda mais sendo mistérios que é um gênero que me encanta! No entanto esse seu segundo livro segue outro gênero; o de sobrenatural/aventura e, quando soube a respeito desse lançamento, fiquei muito curiosa para saber se ele me encantaria da mesma forma nesse novo gênero.

E só posso dizer: Alma, você conseguiu de novo!


Ariel sempre soube que era diferente, mas nunca havia pensado sobre sua natureza até esse dia. Guiado por um completo desconhecido, acaba em um armazém em parte isolada da cidade, onde conhece um garoto de personalidade perigosa chamado Miro.
Antes que se desse conta, um ataque repentino executado por dezenas de homens encapuzados obriga todos no lugar a correrem por suas vidas. Unido aos outros que encontra durante a fuga do armazém, Ariel sai em uma viagem com destino incerto que o levaria a compreender todos os mistérios em sua vida.
Era realmente possível que eles fossem lobisomens? E quem eram os homens mascarados que atacaram subitamente o armazém repleto de pessoas sem-teto?




Livro Cedido em Parceria com o Autor


Através da páginas de Mestiços nós somos apresentados a Ariel um rapaz que acaba de ser lançado em uma nova realidade onde não só ele acaba de perder a mãe, como também acaba de fugir de sua casa para encontrar um lugar no qual ele realmente se sinta pertencente; o Ponto de Encontro - um lugar que dá um teto e segurança aos tão conhecidos lobisomens. Ele sempre soube que era diferente, mas só quando ele encontra tantas pessoas iguais a ele é que ele se dá conta da realidade ao qual ele pertence. Mas, seu momento de auto descobrimento dura pouco assim como a sua paz: o Ponto de Encontro é atacado por um grupo de homens bem armados e muito bem preparados que cometem uma verdadeira chacina naquele que Ariel pensou, poderia ser seu lugar. Durante a fuga, Ariel conhece pessoas iguais a ele; igualmente desesperadas para sobreviver e com a mesma mutação que ele possui que os torna lobisomens. Através de uma fuga desesperada pela cidade de São Paulo eles podem encontrar muito mais que um lugar aonde estejam a salvo: a verdade sobre oque eles realmente são.

[Resenha] Eu, Meu Cachorro e Meus Pais Separados - Leticia Sardenberg


Oi gente, tudo bem?

Livros nacionais inundaram o meu ano e nada mais justo do que, nessa "reta final de 2017" ir terminando com eles né? Autores nacionais me fizeram suspirar, rir e apaixonar esse ano... e eu só sou capaz de agradecer 


Eu, meu cachorro e meus pais separadosFazer quinze anos não é o mesmo que atingir a maioridade – óbvio –, mas, de certa forma, alcancei um pouco mais de autonomia em minha vida. (Traduzindo: minha mãe não consegue mais se meter tanto no que eu faço ou deixo de fazer; ela acabou perdendo um pouco do seu poder sobre mim e isso já é a glória). Eu sei que ainda não conquistei a minha tão sonhada liberdade, mas digamos que subi um degrau em sua direção. 
É assim que começa a história de Eu, meu cachorro e meus pais separados, um texto bem humorado e sensível, que traduz o pensamento de muitos jovens que se veem na mesma situação de Ariane, que um dia resolve ir morar na casa do pai, com direito a nova esposa esperando um bebê. Ela e Rufus, seu fiel companheiro de quatro patas. Quer saber o que vai acontecer com Ariane e Rufus? Quer descobrir como seus pais fizeram para lidar com essa situação e como é complicado crescer? Embarque nessa deliciosa história e divirta-se!
Skoob || Onde Comprar? || Facebook da Autora


Livro Cedido e Parceria com a Autora


Se eu fosse descrever esse livro com apenas uma palavra com certeza eu escolheria "leve". A escrita, o ritmo... tudo é carregado de uma leveza jovial, o que o torna aquele tipo de leitura para "desestressar" de qualquer leitura tensa/intensa que você tenha embarcado ultimamente. Reconheci nesse livro até mesmo toda a energia positiva que a própria autora passa em uma simples conversa no messenger; o que só reforça a teoria de que um livro é sempre um pedaço (uma das melhores partes *-*) do seu autor!

Entramos na vida da personagem Ariane em um momento de total mudança; não só ela está prestes a fazer quinze anos, como também acaba de tomar a decisão de ir morar com seu pai e sua madrasta grávida - um giro de 360° na vida de qualquer um não é mesmo? Com bom humor, leveza e - ás vezes - uma dose de drama característico da idade, sentimos a todo momento que estamos lendo o diário dela e tomando parte dessa travessia tão confusa e complexa que é migrar de adolescente para uma jovem responsável.


Minha primeira experiência com a escrita da Lê foi com seu livro Lágrimas Agrestes que desperta sentimentos completamente opostos a esse - enquanto ele nos faz participar de todas as angústias, tristezas e alegrias de uma garotinha do sertão, Eu, meu Cachorro e Meus Pais Separados nos traz toda a despreocupação e leveza de um livro juvenil.  Cheio de recadinhos na letra da própria Ariane, desenhos e todos os tipos de rabiscos que normalmente nós fizemos em nossos próprios cadernos de escola e, embora a autora não se aprofunde nos sentimentos ou dramas da personagem, de certa forma nos aproximamos e nos divertimos com ela.

Engraçado, jovem e com uma escrita leve e rápida, a leitura de Eu, Meu Cachorro e Meus Pais Separados me trouxe aquele sentimento bom dos livros da minha época de escola que, sem aqueles dramas pelos quais tenho me apaixonado nos livros atuais, só nos traz bons sentimentos!

Mais do que indicado, claro! E quero agradecer demais por toda a confiança e carinho de sempre Lê! 

[Resenha] Rio de Tinta - Ana Lataruli

Oi gente, tudo bem?

Depois de enfrentar uma ressaca literária "braba" e um computador que recusou a pegar por duas semanas(!!!), enfim eu trouxe essa resenha que eu estava louca pra que vocês lessem!

É de um livro e uma autora igualmente especiais cuja história eu estava ansiosa demais pra conhecer  e viver! Confiram a resenha e descubram tudo o que senti e pensei durante essa leitura!


Rio De Tinta
A roseira que cresce na beirada do rio e o barulho de um corpo batendo contra a água, muitos metros abaixo da ponte, assombram seus pensamentos durante a noite. Entre flashbacks, psicólogos, desenhos deixados para trás e uma morte ocorrida em circunstâncias misteriosas, Ally Clouds começa a descobrir quem ela realmente é e qual das pessoas ao seu redor está mentindo. A Nova Zelândia é encantadora, cheia de magia e de pessoas de bom coração; ninguém jamais suspeitaria de nada acontecendo por ali. Ninguém a não ser Michael Orhan. Ele sabe que há algo errado com a vida de Ally, e, mesmo contra a vontade dela, aproxima-se novamente depois de ela passar oito meses estudando em casa, devido a acontecimentos desafortunados. A mística casinha depois da ponte que passa logo acima do rio torna-se o único refúgio dos dois. Sem perceber, acabam sendo arrastados para dentro de algo ainda mais profundo do que o esperado. Ela não sabia que a proximidade de Michael traria graves revelações a ponto de ter de repensar sua vida. Do pior jeito possível, ela aprende que as pessoas nem sempre são o que parecem, e que as suas feridas jamais cicatrizariam completamente.

Livro Cedido em Parceria com a Autora




Meu "encontro" com esse livro ocorreu de forma tão especial que isso, por si só, já o tornaria memorável e marcante para mim. Quando encontrei a página da autora no facebook fiquei automaticamente curiosa e atraída pela capa de tirar o fôlego, então foi natural devorar as primeiras páginas disponibilizadas pela autora... e o que eu senti só pode ser descrito como "amor à primeira vista"! Entrei em contato com ela no mesmo instante e a autora, como a gentil e encantadora pessoa que é, me recebeu de braços abertos em sua lista de parceiros.

Ai já não tinha mais volta: Rio de Tinta e sua autora foram definitivamente adotados pelo meu coração.

Abrir Rio de Tinta só pode ser assemelhado a entrar em um labirinto misterioso e poético. A leitura flui como uma dança gentil e cativante com personagens recheados de alma e verdade. Ally é uma personagem tão encantadora; uma alma tão livre quanto solitária que, durante toda a leitura, me fez desejar pegar bem forte a sua mão. Depois de uma perda extremamente dolorosa, ela se fechou em seu mundo e o pintou de todas as cores que pôde. Quem vê a garoa aparentemente desleixada com suas roupas e cabelos sempre manchados de tinta, não consegue encarar por muito tempo os dolorosos olhos azuis que ali espreitam.

A não ser alguém tão especial quanto Michael: aquele que se encanta por todas as cores que essa garota livre possui.

Peço um longo momento para suspirar por esse mocinho" - Risos!

Gentil, doce, fofo, sarcástico *outra pausa para suspirar* realmente me apaixonei pelo Michael e pelo modo como ele vê e descreve a Ally. Como ele consegue enxergá-la de verdade.


Estou realmente tentando não falar muito sobre a história em si para que assim você possa sentir esse labirinto por completo. Oque posso dizer é que, a certa altura, a história dá uma "guinada" completamente inesperada para mim e acabou me surpreendendo e muito! A escrita é ótima, o romance é doce e encantador e os personagens são tão bem construídos que é impossível não indicar - e se encantar! - por esse livro!

Se você quer ser tocado por uma história cativante e poética, essa é a sua próxima leitura!