expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Se Quiser

E, se quiser, afasta esses travesseiros e junto com eles essa tentativa boba e falha de que meu corpo não sentisse tanto a sua falta.
Quebra e arrasa esse relógio que tinha no lugar de ponteiros, facas que me feriram a cada segundo que esteve longe.
Deita aqui do meu lado, no meu ombro, me abraça, me afaga com teus cabelos... deixa meus pulmões serem invadidos por você, sufoca e mata a saudade que quase me dizimou.
Se quiser, acende a luz e permite que eu veja você e prove a mim mesma que não esqueci nenhum traço de teu rosto como tive tanto medo que acontecesse. Me faz ver que nada no mundo poderia fazer com que tua imagem não mais estivesse impressa em minha mente a cada vez que fechava os olhos e que esse só foi mais um dos medos tolos que conseguiram entrar pela porta no exato momento em que você saiu.
Me deixa chorar novamente cada lágrima que você não esteve aqui pra secar e, se quiser, me diz mesmo que seja uma vez que isso nunca mais vai acontecer. Mesmo que seja mentira... quando você esteve longe foi dessas pequenas inverdades que me alimentei para sobreviver.
Se quiser, me diz que foi só um sonho ruim que durou mais do que o normal e que você esteve aqui o tempo todo. Me pergunte como eu pude acreditar mesmo que só por um momento que você seria capaz de me deixar...
E, se quiser, me abraça, me embala, afasta do meu rosto os cabelos grudados pelas lágrimas e ri. Ri daquela maneira que fazia meu coração bater errado e ao mesmo tempo mais certo do que nunca.
Me beija tão longa e gentilmente como nunca... como sempre. Me beija como se esse beijo pudesse calar cada badalar dolorido do relógio que marcou a tua ausência, me beija como se esse momento pudesse me fazer esquecer cada outro em que você não estava.
Se quiser... apenas se quiser, me abraça tão forte como se pudesse me fundir ao teu peito e me diz mil vezes se quiser que eu sempre vou ser do tamanho exato para caber em seu abraço.
E se amanhã a ausência tomar seu lugar, se tudo o que temos agora for mentira, nada além de um sonho que me fez respirar por mais um dia...
Me beija e me faz acreditar pra sempre que por um segundo isso foi real.

6 comentários:

  1. *--*
    romântico e sensível ao extremo como sempre Day.

    lindo.

    beijos,
    Dê.

    (:

    ResponderExcluir
  2. Como sempre, muito lindo!
    de verdade, sua sensibilidade pra escrever é incrivel, adoro seus textos!
    Beijos Day!

    ResponderExcluir
  3. Ai Day sabe bem como sou fã de tuas palavras, que texto incrível *-*

    ResponderExcluir
  4. Oi Dê,

    Obrigada! Não sabe quanto o que você disse me fez sorrir *-* fiquei encantada, obrigada! ;)

    Oi Mayara,

    Muito, muuuito obrigada, viu? *--------* Fico feliz que me veja dessa maneira :)

    Oi Jessie,

    Sabe que sou sua fã assumida também né? *---* Muito, muito, muito obrigada! Estou sorrindo aqui! =D

    ~> Beijusss...;*³

    ResponderExcluir
  5. Oi flor te achei e amei o seu blog, tudo perfeito, continue sempre assim, linda, faz um favor? se pude me retribuir,segue o meu blog tbm,será muito bem vinda,bjus
    http://blogdasonhagleide.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Gleide,

    Obrigada, fico realmente feliz que tenha gostado. Claro, sigo sim.

    Obrigada pela visita e sinta-se também bem vinda ^^

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir

Adoro comentários, então dê sua opinião e eu respondo aqui mesmo,certo?
E ah, claro, deixe o link do seu blog que eu vou retribuir a visita com todo o carinho ♥