expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

ღ Amigos também dizem eu te amo - Parte Final


Eu pensei em desviar o rosto de seu olhar duro, mas não consegui. Meus olhos seguiam cada movimento dele como se tivesse vida própria.
Talvez ele tenha percebido que eu não planejava responder ou só tenha ficado impaciente, só se que nesse momento Brad eliminou o espaço que havia entre nós dois.
Ficou a poucos passos de mim, sua mandíbula se trincando. Um movimento que, por mais que externasse sua irritação ainda me parecia incrivelmente lindo.
-Por que você não me contou, Jenna? - repetiu ele; sua voz anda me parecendo forte.
Finalmente consegui desviar meus olhos dele, dessa vez dirigindo-os aos meus pés. Passei a mão pela nuca reprimindo a incrível necessidade que sentia de tocá-lo; de saber que ele não se desfaria como um fruto de minha imaginação caso eu o fizesse.
Quando ele abriu a boca pra falar algo, eu finalmente desisti de tentar me esquivar.
-O que você teria feito, Brad? - passei a mão nervosamente logo abaixo de meus olhos tentando limpar a lágrima tola que me escapava - O que você faria se eu simplesmente tivesse te dito tudo...sobre o que sinto.
Brad não hesitou um segundo.
-Eu teria feito isso.
E então, antes que eu pudesse entender realmente o significado de suas palavras, um de seus braços envolvia firmemente minha cintura trazendo-me pra perto enquanto a sua outra mão seguia para a minha nuca aninhando se em meu cabelo mantendo meus lábios ao seu alcance.
O restante foi como um sonho.

Havia eletricidade; havia magia. Seus lábios eram gentis e decididos contra os meus. Não havia mais nada no mundo além de nós dois.
Envolvi com meus braços seu pescoço querendo eliminar qualquer possibilidade de que ele se afastasse de mim, de que pudesse acabar, que pudesse não ser real.
Quando acabou minha respiração estava falha e eu sorria feito uma tola apaixonada, mas era isso que eu era. Isso que eu sempre fui.
Completa e perdidamente apaixonada pelo meu melhor amigo.
Ele encostou sua testa na minha, também respirando com dificuldade e, por um logo momento, só o que fizemos foi ficar em silêncio com os braços ao redor um do outro.
Não havia pressa pra acabar. Havíamos esperado tempo demais.
Ele se afastou um pouco de repente colocando um papel entre meus dedos; uma carta. Pensei que fosse a que deixara pra ele.
-Abra. - pediu ele.
-Mas, eu já sei o que...
-Não. - ele me interrompeu dando um sorriso torto e se afastando um pouco depois de um rápido beijo em meus lábios - Você não sabe.
Tirei meus braços do pescoço dele sem qualquer vontade e comecei a desdobrar a carta protegendo-a da chuva dentro do meu casaco percebendo enfim que essa realmente não era a minha; parecia já ter sido escrita a algum tempo tinha marcas que indicavam que ela havia sido aberta várias vezes.
A fraca luz de um poste próximo a nós me permitiu entender as palavras lá escritas.
O cabeçalho datava de quase quatro anos atrás e eu logo reconheci a letra dele.

_________________________________________________________________

Coisas que me fazem gostar tanto de Jenna
-Quando ela sorri de verdade aparece uma covinha minúscula e linda em sua bochecha.
-Quando eu começo a irritá-la ela faz aquele negócio charmoso com a sobrancelha que ninguém mais sabe.
-Ela não bate como uma garota; pelo menos não em mim.
-Ela odeia assistir filmes de romance comigo por que odeia saber que vai chorar na minha frente.
-Ás vezes, quando eu estou com sorte, ela sorri daquele jeito incrível quando diz meu nome.
E Jenna nunca percebeu como ás vezes pareço me esquecer de como tirar meus olhos de seus rosto e de que sempre aproveito qualquer oportunidade para tocá-la.
E ela sequer viu que eu morri de ciúmes quando Tom a chamou pra dançar no baile, mas ela deve ter notado que eu fiquei feliz quando ela disse ter odiado.
E talvez, Jenna nunca saiba que os momentos que eu passei dançando com ela nesse mesmo baile foram os melhores.
Por que Jenna é a garota mas incrível que já conheci.

________________________________________________________________
Encarei aquelas palavras por um longo tempo; meus olhos novamente cheios de lágrimas transbordaram.
Estranhamente a chuva começou a parar, mas eu decidi guardar a carta em meu bolso assim mesmo; ela era valiosa demais.
Levantei meus olhos pra falar com Brad só ai percebendo que ele estava mexendo em algo em seu carro.
-Eu tinha escrito isso há um quatro anos atrás. Na aula de Química - começou ele olhando por sobre o ombro pra mim me lançando um sorriso - Deu pra entender por que eu ia tão mal na aula da professora Rita?
Eu ri; um poderoso sentimento de felicidade se apoderando de mim.
-Eu ia entregar pra você na noite em que sai da cidade, mas quando não te encontrei acabei guardando-a até hoje.-continuou.
Brad se curvou por mais um momento dentro de seu carro e dentro de segundos Far Away de Nickelback preencheu o ar.
-Essa é...
- A música que dançamos no baile.- completou ele sorrindo enquanto apontava para o bolso onde eu guardara a carta- Quer saber mais um segredo? Sempre que ouvi essa música durante todo esse tempo eu me lembrei de você.
-Mas e Sarah? - perguntei finalmente - E...e o casamento?
- Ela não me amava nem eu fui nem serei capaz de amar ela também. Acho que ela só gostava de que eu estivesse por perto caso ela quisesse impressionar alguém. Pensei...pensei que se eu estivesse comprometido com outra pessoa você não teria o mesmo efeito sobre mim - seus olhos voltaram pra meu rosto - Mas eu estava enganado.
Meu coração já batia feito louco dentro de mim e foi capaz de acelerar ainda mais com suas próximas palavras.
-Eu te amei o tempo todo, Jenna.
E foi então que eu não suportei mais o espaço que nos separava e corri para os braços dele. Houve um beijo ainda mais maravilhoso então.
Brad me levantou me erguendo do chão em seu colo sem que nossos lábios se separassem e eu percebi e agarrei com ambas as mãos o meu final feliz.
-Me concede essa dança, Jenna? - sussurrou quando nos separamos por um segundo.
Meu sorriso disse "sim" por mim.
Ele me devolveu ao chão e enquanto eu encostava minha cabeça contra seu peito ouvindo as batidas preciosas de seu coração suas mãos envolveram minha cintura novamente me mantendo perto.
Dançamos no ritmo da música enquanto ela falava sobre ter esperado tempo demais.
Naquele momento eu descobri duas coisas.
A primeira é que, há momentos que parecem fazer valer a pena uma vida inteira.
O segundo é que ás vezes, não sei dizer quais exatamente, há algo mais quando amigos dizem "Eu te amo".
~*~*~*~*~*~
A parte final \o/
Estou feliz por ter conseguido, com o apoio de vocês, terminar essa história mesmo sabendo que vou sentir falta de postar sobre Brad e Jenna. Obrigada, obrigada de verdade a cada pessoa que comentou ou acompanhou minha história me movendo até agora. Foi realmente importante pra mim.
~> Beijusss e comentem o que acharam por favor, tá? ;*

16 comentários:

  1. Aaaaaaaaaaaaaaaaa!To histerica!Que perfeito meu Deus!Eu to aqui...To quase chorando de tão lindo que foi...AAAAAAAAAAAAAAAAA...Pronto acalmei....Dayane,voce é uma escritora exelente,voce tem futuro garota...A se tem...
    Kisses,
    Vicky

    ResponderExcluir
  2. Own.... mto lindo, super romântico, adorei a história, adorei a Jenna e o Brad, adorei td!!
    Repito: ótima escritora =P

    ResponderExcluir
  3. Querida, você não sabe como fico feliz em receber comentários críticos sobre meu post. Isso me estimula mais e mais. Apenas em saber que alguém o leu e deu vida em suas pequenas palavras comentando, pra mim é um primor. Muito obrigada! Ah, Day, vou confessar que não li a estória. Queria saber a parte inicial dele. Podes mandar o link pra mim, flor? Ah, manda na primeira postagem, por que postagens antigas é raro eu ver. ):
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Vicky,

    Muito, muuuuuuito obrigada mesmo!!!!!*---*
    *dando pulinhos aqui*
    De verdade, me deixou muito feliz você ter gostado tanto! \o/ Ai, sério? *-* Obrigada, viu? Isso quer dizer que vai comprar meu livro quando eu lançar né? rsrs
    Obrigada³ mesmo pelo estímulo! ^^

    Oi Jane,

    Obrigada!!!!\o/\o/ Que bom que gostou deles!! :)
    Obrigada também por ter acompanhado toda a história além de cada comentário, viu? Acho que me ajudou a ser um pouco menos insegura (mas ainda vou tentar me curar disso =P)

    Oi Arianne, =]

    Por nada,=D gostei mesmo dos seus textos, viu? *-*
    Ah, não tem problema; eu mando sim.^^
    Eu espero mesmo que goste ;)

    ~> Beijusss... ;*

    ResponderExcluir
  5. Oie por favor, vota no OF A TEENAGER, na enquete desse blog aki http://deliriusteenager.blogspot.com/, para eu ser destaque do mês. Conto com vc. Obg

    ResponderExcluir
  6. Insegura? n esperaria isso de vc, rá, trate de se curar disso msm...

    ResponderExcluir
  7. Oi Brunah,

    Ah, pode deixar já votei lá. ^^
    Espero que ganhe. Por nada :)

    Oi Jane,

    Sério? Bom, então eu disfarço melhor do que eu imaginava rsrs Vou tentar, juro o/ Mas, é tão difícil....=P

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  8. Linda história querida! Descobri seu blog a uns dias e já sou fã de sua escrita. Muito sucesso querida!

    ResponderExcluir
  9. Oi ^^

    Que bom que gostou!Muito obrigada mesmo, viu? Me deixou super feliz aqui!o/

    Sucesso pra você também e seja Bem Vinda!!:)

    ~> Beijusss...

    ResponderExcluir
  10. ai meu Deus, Dayane, me desculpa, estava sem internet e por isso não pude comentar as 2 últimas partes, mas eu vi, ok? vi e amei e ainda mais essa ultima parte, tá PERFEITA *-*
    beeijo ;*

    ResponderExcluir
  11. Oi Mai, o/

    Ah, sem problemas ^^
    Estava super curiosa pra saber sua opinião! Não sabe o quanto me deixa feliz saber que gostou, sério :)

    Obrigada por ter acompanhado tudo e pelos comentários, viu?

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  12. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH, LINDA! TUDO! DEMAIS! INCRÍVEL! *-*

    Huehueh'

    ResponderExcluir
  13. Oi Lilly,

    *---------------------------------------------------------------*

    Sério??????? Ai, obrigada Lilly, sua opinião é super importante pra mim viu? De verdade *.*

    Muito, muuuito obrigada!

    ~> Beijusss...;*³

    ResponderExcluir
  14. Eu já vi e ouvi Histórias que não tinham nada a ver.
    Já revirei páginas da Internet sem nenhum sussesso .
    Já passei madrugadas acordada lendo meros Livros que não me deixaram com aquela vontade para continuar lendo ..!
    Mais o seu .. o seu é mágico , sabe aquela sensação de curiosidade,expectativa e Felicidade ao mesmo tempo,aquela sensação deliciosa de querer saber mais e mais ?
    Então, sua História me dispertou isso, e com toda sinceridade do mundo. Foi a História que eu mais gostei ...
    Parabéns, espero ler mais Histórias postadas por você minha Flor ;) ♥

    ResponderExcluir
  15. Oi Suellen,

    Sabe a primeira reação que tive ao ler seu comentário foi sorrir. Sorrir como uma boba. rs'
    Te agradeço muuuito, e fico imensa e extraordinariamente feliz em saber que minha história despertou tudo isso, te fez sentir dessa maneira e que você a considerou diferente de qualquer outra... Quando comecei a escrevê-la fiquei super nervosa mas então recebendo o apoio de tantas pessoas tão incriveis assim e que me incentivaram tanto...fez tudo valer a pena.
    Obrigada viu? Obrigada de verdade.
    E assim que tiver novas ideias pra histórias com certeza farei outras. (:
    Espero te ver por aqui; o convite está feito ^^

    ~> Beijusss & mais uma vez obrigada...;*

    ResponderExcluir
  16. Day vc é uma ótima esceitora! Eu tambem gosto de escrever, mas, sou insegura.. Eu gostei de sua história! Continue escrevendo! Eu com certeza leria sua proxima historia! Gostei da frase "sim, eu soquei a noiva" hahaha bem engraçado :D

    Muitos beijos!

    Mille

    ResponderExcluir

Adoro comentários, então dê sua opinião e eu respondo aqui mesmo,certo?
E ah, claro, deixe o link do seu blog que eu vou retribuir a visita com todo o carinho ♥